Este ano, a Noite da Fados da UP não vai ter só cantorias e a novidade terá lugar à mesa. O G.A.S. Porto, com sede na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), já está habituado a dar música para receber ajuda, mas, desta vez, quer também convencer os estômagos mais solidários.

Quem veste o avental é o Chef Mário, também da FEUP, e, na ementa, vão constar alguns petiscos bem conhecidos da gastronomia nacional. Caldo verde, pataniscas e bifanas vão servir de entrada para um programa recheado de atuações.

G.A.S. Porto

O Grupo de Acção Social do Porto é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (O.N.G.D.) vocacionada para a ajuda e desenvolvimento humano. Os projetos têm como objetivo apoiar crianças e jovens desfavorecidos, estudantes universitários com dificuldades, mães adolescentes, pessoas com deficiência mental, idosos institucionalizados, famílias isoladas, sem-abrigo e pessoas em integração social. Ainda que o principal foco de intervenção ocorra na área do Grande Porto, as missões estendem-se até Moçambique e Timor-Leste, incidindo também nas regiões do interior do país.

Na primeira noite, a 14 de março, o bar da Faculdade de Letras da UP (FLUP) vai receber a fadista Isabel Maria, a TeSuna (Tuna Feminina de Tecnologia de Saúde do Porto) e os Grupos de Fados de Medicina e Engenharia. Na segunda noite, a 15 de março, é a vez dos Grupos de Fados de Enfermagem, Economia, e de Letras (Literatus) subirem a um palco onde a boa vontade é cabeça de cartaz.

Os primeiros acordes são dados às 21h30. O jantar começa uma hora antes e os comensais devem inscrever-se através do envio de um e-mail para noitedefados@gasporto.org. Os preços variam entre os cinco (sem jantar) e os nove euros (concerto e jantar) por pessoa e as receitas vão servir para apoiar as várias ações de voluntariado do Grupo de Ação Social do Porto.