Na generalidade, os portuenses não esperavam a vitória do representante português, mas consideram a vitória merecida. Wandson Lisboa, de 30 anos, sempre acreditou na façanha.

André Ferrão considera que o simples facto de a música ser cantada em português já espelha a identidade portuguesa. Já Vitória Castro não partilha a mesma convicção e afirma que a mensagem de amor da canção não reflete o povo português.

A postura de Salvador transmitiu uma mensagem de encorajamento para a música e para os artistas, na opinião de João Machado. Para José Manuel Castro, de 73 anos, a sua simplicidade e descontração destacam-se. Confessa ainda ter gostado muito das entrevistas do vencedor.

O próximo Festival Eurovisão da Canção vai realizar-se no nosso país. Para além dos benefícios para economia e para o turismo, David Madeira acredita que a vitória vai despertar o interesse internacional para a música portuguesa.

Os portuenses partilham todos da opinião de que as recentes vitórias aumentam a confiança, a nível nacional e vão impulsionar outras conquistas. Mariana Durães, de 19 anos, considera que os portugueses estão a sentir o “bichinho” do patriotismo a crescer e que Portugal está a combater o desprezo de outros países.