“Pelo Respeito” é a mais recente campanha apresentada pelo Comité Olímpico de Portugal (COP). Lançada no início desta semana, tem como objetivo o combate à manipulação de resultados no desporto. João Sousa, Telma Monteiro, Patrícia Mamona, Fernando Pimenta e David Rosa são os atletas protagonistas do projeto.

Segundo comunicado de imprensa da organização, o presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, afirmou, durante a apresentação da campanha, que a manipulação de competições desportivas é a “mais atual e preocupante ameaça à integridade do desporto”.

Nesse sentido, foi elaborada uma estratégia de implementação de um programa nacional de prevenção, educação e formação das organizações desportivas. “Por um lado, propõe muni-las de mecanismos de ação e cooperação que visem fortalecer e salvaguardar a sua credibilidade e a das suas competições e, por outro, ultrapassar as manifestas vulnerabilidades na resposta eficaz a estes fenómenos”, referiu o dirigente desportivo sobre o programa.

“O COP pretende atuar junto dos Comités Olímpicos Nacionais, Federações Europeias e Federações Desportivas Nacionais na formação e capacitação de pontos únicos de contacto para a matéria de integridade, em linha com as principais orientações internacionais e o ordenamento jurídico nacional”, refere o mesmo comunicado.

Já desde 2017, que o COP tem vindo a participar em projetos financiados pela Comissão Europeia que visam um mesmo fim, a luta pela integridade e o combate à manipulação de resultados. Integridade e boa governação são dois dos temas a ser desenvolvidos através dos projetos Single Points of Contact for Sports Integrity – sobre a integridade nas federações desportivas; e Training on Protected Reporting System for Professional and Grassroot Sport“, que se foca no combate à manipulação de resultados desportivos.  

O COP disponibiliza ainda os seguintes contactos para o envio de informações relacionadas com a manipuilação de competições desportivas: 213 617 260 ou integridade@comiteolimpicoportugal.pt.