Pela primeira vez, a Universidade do Porto decide organizar uma Feira Internacional de Emprego. A feira, promovida pelo Gabinete de Apoio ao Estudante e Empregabilidade da Universidade do Porto (GAEE) pretende juntar estudantes e diplomados de todas as áreas de conhecimento com empresas que precisem de jovens profissionais que sejam altamente qualificados. O evento, gratuito, irá realizar-se entre os dias 3 e 4 de novembro no Centro de Congressos da Exponor.

Para os estudantes, esta feira representa uma oportunidade de conhecerem e observarem as empresas que melhor se adequam às suas características pessoais e profissionais. É aqui que também poderão ganhar uma melhor ideia de como se encontra o atual mundo do trabalho assim como os seus principais desafios. No caso das empresas, trata-se de aproveitar uma oportunidade única de divulgarem as suas ofertas, apresentarem as suas políticas de empregabilidade e de formação, isto enquanto se demonstram a jovens com potencial. “Não vão estar só empresas nacionais, também vão estar internacionais. Estarão empresas a recrutar, para estágio, e até algumas que farão divulgação de ofertas para estrangeiro que duram três meses ou mais algum tempo”, diz Albino Oliveira, coordenador do GAEE.

A parte fulcral dos dois dias é a feira, embora não seja a única coisa a acontecer no local. A ideia é “manter o foco de todos os que visitam na feira e falarem com as empresas para começarem a criar a sua rede de contactos, ver o que existe e o que as empresas pretendem”, refere. O coordenador do GAEE espera que as pessoas se disponibilizem a tirar uma parte do dia para contactar com as empresas e recolher contactos.

Desta forma, para fomentar a participação dos alunos, o GAEE conseguiu garantir transporte para os alunos entre as suas faculdades e o centro de congressos. “Vamos ter transportes a circular de dois campus, o da Asprela e o do Campo Alegre, que irão passar pelas faculdades de meia em meia hora entre as 9h30 da manhã e as 19h, de forma a fazerem o circuito entre a Exponor e esses dois pólos”, diz o coordenador.

Inscrições

Apesar de ser gratuito, para participar é imprescindível proceder à inscrição para o evento. Para tal, é possível fazê-lo através deste formulário de forma a facilitar a sua entrada e também garantir um lugar nos workshops, se for esse o interesse.

No caso das empresas que pretendam montar um stand no congresso, ainda é possível fazê-lo aqui, após consulta do regulamento para empresas

Para mais informações, será possível fazê-lo enviando um email para empregabilidade@reit.up.pt 

É importante mencionar que a inscrição para este evento é obrigatória e imprescindível. Um dos aspetos mais curiosos para as inscrições são algumas das suas obrigatoriedades. Em primeiro lugar, é requerida uma página de LinkedIn atualizada referente à pessoa que se inscreve e, em segundo lugar, o carregamento do seu CV aquando da inscrição. Isto tem um propósito, pois coincide com a introdução de uma inovação para este evento. “Quando entrarem na feira, vai ser dado um cartão eletrónico e nesse cartão vai estar a sua identificação com o seu CV. Ao passarem nas diferentes empresas em que os inscritos tenham interesse, poderão passar esse cartão eletrónico e carregar assim o seu CV automaticamente para essa organização”, explica. “Não precisarão assim de andar sempre com o CV em papel”, nota. Para os mais distraídos, será possível fazer a inscrição no local, através de terminais disponibilizados para o efeito que estarão presentes nas entradas. Ainda assim, aconselha-se vivamente a proceder à inscrição com antecedência pois além da poupança de tempo, garante assim o usufruto máximo da experiência.

Além do aspeto central do evento, também estão previstos três workshops diferentes a decorrer nos dois dias. O primeiro, às 11h30 do dia 3 de novembro, tem o nome “Como tirar partido do LinkedIn na procura de emprego” e terá como orador Rui Pedro Caramez, da Linked Portugal. O segundo será  realizado por Silviana Freitas e Raquel Pinheiro, no dia 3 de novembro para ajudar a definir “o objetivo profissional”.  O último será já no dia seguinte,  outra vez por volta das 15h, onde será debatido o “Futuro do Trabalho” por Tiago Forjaz. Os limites são de 50 pessoas, 80, e até preencher a capacidade da sala, respetivamente. Sendo assim, é importante que os interessados se inscrevam o mais rapidamente possível.

O FINDE.UP surge portanto como uma forma de unir jovens diplomados que estejam interessados em iniciarem o seu futuro profissional com empresas que querem ajustar-se à nova realidade tecnológica e prepararem-se para a nova geração de trabalhadores. Das muitas das empresas que irão marcar presença nesta feira de emprego, destacam-se a EDP, a GALP Energia, a Deloitte, a Work In Denmark, a Yazaki ou até mesmo a Câmara do Porto. A lista completa das empresas que irão estar presentes, que ainda se encontra em atualização, pode ser consultada aqui.

Em antecipação ao evento, a organização da FINDE.UP tem realizado um ciclo de workshops com o intuito de preparar os alunos para a feira. A próxima sessão será às 18h do dia 22 de outubro, tem o nome “FINDE.UP: Prepara-te para teres sucesso no mercado do trabalho”. Será apresentada por Albino Oliveira e Fernanda Correira, ambos do GAEE, e tem lugar no Salão Nobre da Reitoria da Universidade do Porto. A última, no mesmo sítio, será a 27 de outubro por volta das 17h30. Apresentada por Raquel Andrade, da SHL, intitula-se “Estás preparado para causares uma boa impressão em entrevista de emprego?”. O programa deste ciclo pode ser visualizado aqui.