As universidades e politécnicos públicos do país têm este ano para oferecer 50.838 vagas, mais 150 do que as oferecidas no ano letivo passado. É o segundo ano consecutivo de aumento do número de vagas, depois de quatro anos de tendência inversa. O pico do número de vagas no Ensino Superior português foi atingido em 2011, com 53.500 lugares disponíveis.

Para o ano 2017/2018, e como em anos anteriores, as áreas com mais vagas para oferecer continuam a ser as Engenharias (17,6%), as Ciências Empresariais (14,8%) e a Saúde (13,1%).

Por instituição, a Universidade do Porto vai abrir este ano 4.185 vagas, mais 25 do que no ano passado. O número corresponde ao aumento de lugares no curso de Engenharia Física da Faculdade de Ciências, que passa das atuais 35 para as 60 vagas.

Na nota enviada às redações, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior refere, a propósito, que a Direção Geral de Saúde identificou uma elevada carência específica de profissionais em física médica e peritos qualificados em proteção radiológica, facto que justificará o aumento de vagas de formação inicial em cursos de Física, Engenharia Física e Física Tecnológica.

O Instituto Politécnico do Porto, o maior do país, vai abrir 3.010 vagas, mais 21 do que no ano passado. Os cursos de Contabilidade e Administração (235), Engenharia Informática (200) e Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (155) são os que oferecem maior número de vagas.

Quanto a médias, na Universidade do Porto o curso de Engenharia e Gestão Industrial destronou, no ano passado, os dois mestrados integrados em Medicina, habitualmente líderes no capítulo das médias de entrada mais exigentes. O top ten  da instituição pode ser visto abaixo no quadro.

Curso UPMédia em 2016
Engenharia e Gestão Industrial184,8
Medicina (FMUP)184,0
Medicina (ICBAS)182,5
Bioengenharia182,0
Línguas e Relações Internacionais177,2
Engenharia Informática e Computação176,0
Engenharia Mecânica175,8
Arquitetura175,5
Medicina Dentária174,5
Medicina Veterinária171,8

Curiosamente (ou não), o curso de média mais alta no IPP é também o de Engenharia e Gestão Industrial, seguido de Engenharia Biomédica e Gestão e Administração Hoteleira.

Curso IPPMédia em 2016
Engenharia e Gestão Industrial166,3
Engenharia Biomédica164,5
Gestão e Administração Hoteleira162,2
Comunicação Empresarial158,3
Fisioterapia157,5
Engenharia Informática154,5
Biotecnologia Medicinal151,5
Engenharia Mecânica151,1
Tecnologia da Comunicação Audiovisual150,1
Recursos Humanos149,7

 

A primeira fase de candidaturas ao Ensino Superior abre esta quarta-feira e prolonga-se até ao dia 8 de agosto. Tal como vem sendo hábito nos últimos anos, o processo faz-se online através do site da Direção-Geral do Ensino Superior.

Os resultados da primeira fase do concurso vão ser divulgados a 11 de setembro no site da DGES.