• Lançado em agosto, “Decay of Logos“, o videojogo de estreia dos portugueses da Amplify Creations, não deverá ter direito a uma sequela. Quem o afirma é André Constantino, designer do jogo, programador e a principal mente responsável pela obra.

Em declarações ao JPN durante uma visita ao estúdiolocalizado em Vila Nova de Gaia, Constantino confirmou que um sucessor direto do Role Playing Game de ação não está nos planos do estúdio, independentemente do sucesso futuro do jogo.

“Não faz muito sentido. Neste jogo, a história tem um princípio, meio e fim. A história não foi montada com isso em mente, portanto fazer apenas por fazer não fazia sentido”, referiu o designer do jogo.

Ainda assim, a produtora não coloca de parte a possibilidade de vir a expandir o jogo original com o lançamento de conteúdo adicional. Apesar desse cenário estar longe de estar confirmado, André Constantino revelou que, se tal acontecer, “a ideia passa por expandir o segmento intermédio” da aventura.

Superados os problemas técnicos que afetaram o seu lançamento, durante o festival Indie X inserido no evento Moche XL Games World, em Lisboa, o título da Amplify foi premiado na categoria de Melhor Jogo Português, juntamente com Outsider, jogo do estúdio Once a Bird que apenas deverá chegar ao mercado no final de 2020.

Disponível no PC, PlayStation 4 e Xbox One, Decay of Logos foi lançado na Nintendo Switch está quinta-feira, 28 de novembro.

Artigo editado por Filipa Silva