A Universidade do Porto (UP) criou uma linha telefónica de apoio psicológico, disponível para todos os membros da comunidade académica desde sexta-feira (27). Este serviço gratuito (apenas é cobrado o custo da chamada) surge numa altura em que a maior parte da população está em isolamento social, devido à pandemia do novo coronavírus.

A Linha de Apoio Psicológico da U.Porto (LAPUP) é assegurada por uma equipa de psicólogos profissionais e está disponível através do número 220 408 408. Estudantes, docentes e funcionários não docentes podem ligar de segunda a sexta-feira, entre as 9h30 e 14h30 e entre as 19h00 e as 00h00. Ao fim de semana está disponível em horário noturno, das 19h00 às 00h00. Os interessados podem também mandar e-mail (lapup@reit.up.pt).

O serviço é disponibilizado em português, espanhol e inglês, podendo ainda ser agendado, via e-mail, atendimento em italiano, francês e alemão.

José Castro Lopes, Pró-Reitor da Universidade do Porto, conta ao JPN que a iniciativa partiu da coordenadora do Grupo de Intervenção Psicológica da Universidade do Porto (GIP.UP). “A doutora Sílvia João abordou-me no sentido de se criar esta linha de apoio, de maneira a suprir a necessidade que agora existe, uma vez que os gabinetes psicológicos não estão a funcionar presencialmente”, explicou.

O Pró-Reitor da UP diz que, desde sexta-feira, o serviço já recebeu várias chamadas, sobretudo de estudantes. “Algumas [chamadas] ligadas diretamente a problemas relacionados com a COVID-19, por exemplo, medo, pânico, possibilidade de contágio. Outras com problemas mais gerais, de ansiedade, angústia, solidão”, acrescenta.

A equipa de atendimento, formada por dez psicólogos profissionais – vão juntar-se mais dois em breve, tem a supervisão de um psicólogo sénior, com experiência na intervenção psicológica por telefone, refere José Castro Lopes. O serviço segue as diretivas da Ordem dos Psicólogos portugueses.

Artigo editado por Filipa Silva